164-circular

164-circular

Claudia Chigres

ISBN - 978-85-65375-35-1

1ª edição, 2015

Formato:

Brochura com orelha 14x21 cm

138 páginas

R$ 30,00 - frete para o Brasil incluso

Sinopse:

“Saber orientar-se numa cidade não significa muito. No entanto, perder-se numa cidade, como alguém se perde numa floresta, requer instrução”. Assim Walter Benjamin inicia o primeiro fragmento de “Infância em Berlim por volta de 1900”. Assim também se abre a seu leitor este livro, cujos fragmentos jamais se conjugam senão enquanto cidade, isto é, multidão em movimento constante, por entre esquinas e cruzamentos: a multiplicidade da ágora do agora.

O livro não é uma estrada. Não é uma linha. O livro é exatamente esse cruzar de ruas que desorienta, ruído urbano que se impõe. É a multiplicidade dos sentidos própria da polis. A falta de começo, de fim, a simultaneidade de existir onde nunca se é uma coisa só.

Aqui, perder-se é percorrer o itinerário exato, traçado à imagem das linhas da mão de cada autor. Aqui, assim como na Berlim de Benjamin, o Rio de Janeiro não está reduzido a sua especificidade, mas eleva-se à esfera do particular universal.

A cidade, generosa, empresta seu modo de fazer. E de usar. Que o mapa não existe sem um dedo pousado, à procura de algum trecho qualquer. E o livro se faz de folhas trepadeiras, uma página subindo na outra, indo até onde o dedo quiser.

No itinerário extraviado, sem destino fixo na placa, 164-circular te quer passageiro.