Lidia Santos

Escritora carioca, Lidia V. Santos foi parar na Nova Iorque que ambienta esse livro, - ''Diários da patinete - sem um pé em Nova Iorque'' - em 2012, depois de viver desde 1995 nos Estados Unidos, mais precisamente no estado de Connecticut, onde ensinou por onze anos na Universidade de Yale. É também professora com doutorado em literaturas hispano-americanas pela USP. Ao sair do Brasil, onde trabalhava na UFF, levava na bagagem dois livros de contos e alguns prêmios literários, dos quais o mais importante era o primeiro Prêmio Guimarães Rosa, atribuído pela Radio France Internationale / RFI (1992) aos escritores de língua portuguesa. Nos Estados Unidos, tem contos publicados em periódicos. Um deles fez parte, em 2011, de uma antologia de escritores de língua portuguesa na América do Norte. No mesmo país, publicou o premiado livro acadêmico Kitsch Tropical.