Edson Pereira S.

Edson Pereira da Silva assina aqui Edson Pereira S. para não incomodar soletrando tanto alemão da primeira versão (ou seria judeu, digo, novo cristão?). Nascido em Cabo Frio, onde foi criado, sua terra virou quimera (em todos os maus sentidos). Hoje exilado em Niterói, está longe um oceano donde viveu sete anos e lhe trouxe de volta um avião, embora a alma ainda nade em indecisas águas. E a poesia? Como diria Mário de Andrade:

Todo escritor acredita na valia do que escreve

Si mostra é por vaidade

Si não mostra

É por vaidade também.

Resolvida, então, esta questão (?). Quanto às musas, estão todas implícitas, quanto às crenças, estão todas explícitas e não se fala mais nisso. Não tem celular, navega mal na internet (tantos naufrágios...), mas tem e-mail para correspondência (gbmedson@vm.uff.br) embora seja preciso um pouco de paciência, se a pessoa desejar, realmente, uma resposta. Todos os poemas daqui são antigos, como já está ficando ele mesmo.

Livros:

MarEmoto