Lugar para criação de textos. Textos para criação de lugares.

Antiode aos calhordas

Avaliação do Usuário
PiorMelhor 
para o zé luiz e luiza aieta, educadores porretas
 
as damas dos calhordas chamam-se calhôrdas
e cumprem seu dever com muita eficiência
 (rubem braga – ode aos calhordas)
 
I
 
os homens plantam o que a terra dá
colhem em abundância frutos como o caqui
a abóbora e o hortelã
 
às vezes colhem a dura pedra cabralina nos sertões caatinga
às vezes colhem as vidas secas gracilianas nos setentriões
às vezes euclidianas figuras bíblicas nos casebres de belo monte
às vezes lampiônicas marias bonitas
 
colhem esses homens o trágico de édipo de medeia
o trágico dílmico a responder perdido o jogo a encenação da comédia
 
colhem essas mulheres os seios desnudos na praça de são salvador
colhem essas mulheres a força
colhem a vida e de eros a bela dicção dos poemas da poeta de lesbos
 
homens e mulheres plantam vida sob o arado extenso das pedras
 
II
 
os treze tiros em mineirinho foram em mim que deram
 
III
 
ai donzela!
princesinha dos deboches
 
sois quem sois neste lugar
triste senhora das criancinhas e da fome
triste senhora de seios recobertos e marido atento
triste senhora marionete das bocas tristes
triste senhora dos jurisconsultos do século XIX
 
cuja retórica é de uma inocência pior que a do romantismo brasileiro
cuja retórica pequena principesca faz corar os anjos e as bobagens de exupery
cuja retórica é mais vazia que o vazio dos menininhos sarados
cuja retórica é tão nociva quanto as mesóclise do senhores neo-bilacs da poesia de pacotilha
 
gorda senhora de alma e esperteza – poluída alma de miss
imagina o que vem a ser o cheiro de gente
imagina o que vem a ser os valões dos esgotos das favelas
onde seus meninos não usam perfumes franceses
 
mandarás acaso que os pulverize com perfumes da coty para não incomodarem vossas narinas finas
 
senhora, caíras no resfolego da sanfona de luiz gonzaga
ou como a sebastiana de jackson do pandeiro
gritarás a e i o u ypsilone
como gritam as gabrielas as shirleis as vandas tenebrosas
das vilas mimosas
 
ou como um político desses quaisquer ao ir ao mangue botanto a mão nos olhos como se continência prestassem exclamassem aí meu deus que fartura
 
ou como a durvalina disse que de buceta homem casado está por aqui, num gesto característico num gesto característico das explicações pru quê.
 
ai madona, onde perdeste a rosa da puberdade?
 
IV
 
triste senhora leste madame bovary?
o charles é isso aí.
 

 

(oswaldo martins)
 
 
 
TOP

THEME OPTIONS

Header type:
Theme Colors:
Color suggestions *
THEME
* May not have full accuracy!